imageJá são conhecidos os galardoados com os Prémios Nacionais de Banda Desenhada do Amadora BD 2015. Eis a lista completa dos vencedores:

Prémio Nacional de Banda Desenhada – Melhor Álbum Português
Zombie, de Marco Mendes (Turbina/Mundo Fantasma)

Prémio Nacional de Banda Desenhada – Melhor Argumento para Álbum Português
André Oliveira, Volta – O Segredo do Vale das Sombras (Polvo)

Prémio Nacional de Banda Desenhada – Melhor Desenho para Álbum Português
Nunsky, Erzsébet (Chili com Carne)

Prémio Nacional de Banda Desenhada – Melhor Álbum de Autor Português em Língua Estrangeira
Crumbs
, de Afonso Ferreira, Ana Matias, André Caetano, André Oliveira, André Pereira, Bernardo Majer, David Soares, Fernando Dordio, Francisco Sousa Lobo, Inês Galo, Joana Afonso, Mário Freitas, Nuno Duarte, Osvaldo Medina, Pedro Cruz, Pedro Serpa, Ricardo Venâncio, Sérgio Marques, Zé Burnay (Kingpin Books)

Prémio Nacional de Banda Desenhada – Melhor Álbum Estrangeiro de Autor Português
Loki – Agent of Asgard, de Jorge Coelho (Marvel)

Prémio Nacional de Banda Desenhada – Melhor Álbum de Autor Estrangeiro
Papá em África, de Anton Kannemeyer (MMMNNNRRRG)

Prémio Nacional de Banda Desenhada – Melhor Álbum de Tiras Humorísticas
Toda a Mafalda, de Quino (Verbo)

Prémio Nacional de Banda Desenhada – Melhor Ilustração de Livro Infantil (Autor Português)
Bernardo P. Carvalho, Daqui Ninguém Passa! (Planeta Tangerina)

Prémio Nacional de Banda Desenhada – Melhor Ilustração de Livro Infantil (Autor Estrangeiro)
O Tempo do Gigante, de Manuel Marsol (Orfeu Negro)

Prémio Nacional de Banda Desenhada – Prémio Clássicos da 9.a Arte
O Diário do Meu Pai, de Jiro Taniguchi (Levoir/Público)

Prémio Nacional de Banda Desenhada – Fanzine
Terrea – Ricardo Cabral (Edição de Autor)

Prémio Nacional de Banda Desenhada – Troféu de Honra
Pedro Massano

O júri é  constituído por Nelson Dona, diretor do Amadora BD, Pedro Massano, autor de BD, Bruno Caetano, colecionador de BD, Luís Salvado e Sara Figueiredo Costa, jornalistas e comissários da exposição do Ano Editorial.

O Troféu de Honra é uma deliberação da Câmara Municipal da Amadora que, anualmente, atribui este prémio a uma personalidade com carreira na área da Banda Desenhada.

Até 8 de novembro, tanto os álbuns vencedores (na exposição do Ano Editorial Português), como a exposição de Pedro Massano, A Batalha 14 de Agosto de 1385 (Prémio de Melhor Desenho 2014), podem ser vistos no Fórum Luís de Camões.

Este ano, a cerimónia de entrega dos Prémios nos Recreios da Amadora conta com a presença musical da banda noiserv, de David Santos, a quem já chamaram “o homem-orquestra” ou “banda de um homem só”. Com mais de 400 concertos dados em Portugal e no estrangeiro, tem vindo a afirmar-se como um dos mais criativos e estimulantes projetos musicais do nosso país, nos últimos anos. Neste sábado, noiserv apresentou músicas com um mundo visual a cores, através dos desenhos ao vivo de Diana Mascarenhas que, ao longo do concerto, criam um cenário visual e musical assumidamente mais denso e complexo. noiserv não é um nome desconhecidos dos nossos leitores, tendo aberto a emissão n.º 47 do programa radiofónico Bandas na Rádio Zero.

SOBRE O AUTOR |

Nuno Pereira de SousaAdministrador